Bolsa Online - Mercados Financeiros
Bolsa Online - Mercados Financeiros
Blogspot dedicado aos Mercados de Capitais - Bolsas de Valores.


quinta-feira, julho 31, 2003  

O panorama dos Mercados Financeiros poderá ser refrescado em breve com uma nova proposta - o PEX - um mercado organizado e registado na CMVM, uma Bolsa orientada preferencialmente para as start-up's.

Segundo noticiou recentemente o «Diário de Notícias», o PEX já tem mais de 30 empresas interessadas em conhecer a nova orgânica da Bolsa que se prevê arrancar já em Agosto.

Além de se preparar para negociar 12 segmentos de mercado, nomeadamente acções, warrants, obrigações, certificados, derivados, direitos e fundos entre outros regista-se o facto do PEX estar ainda aberto a empresas brasileiras e africanas de língua portuguesa e de ter requerido a negociação entre as 8 e as 21h. Enfim, algumas das novidades que poderão trazer uma lufada de ar fresco ao anémico panorama nacional dos Mercados Financeiros.

Para mais informação sobre o PEX consulte o artigo PEX - Um mercado para ganhar.

posted by MarcoAntonio | 10:01 da tarde


sexta-feira, julho 25, 2003  

É sabido que os Mercados Financeiros tendem a antecipar os ciclos económicos em alguns meses (tipicamente entre 6 a 12 meses). Assim e dado que os Mercados vêm numa tendência ascendente que dura há já perto de 5 meses, tem sido comentado que estes estarão a antecipar-se a uma recuperação económica da qual ainda não existem sinais concretos.

Existe no entanto uma forte corrente, actualmente em minoria nos Mercados, que defende que este movimento não passa de um Bear Market Rallye, ou seja, uma mera correcção técnica às quedas que se verificaram nos últimos 3 anos nos índices bolsístas.

Para confirmar a primeira teoria, a da antecipação, teríamos que estar muito próximos então dos primeiros sinais de recuperação. Se estes não surgirem no curto/médio-prazo, é muito provável que os Mercados se deixem abater de novo...

posted by MarcoAntonio | 2:26 da manhã


segunda-feira, julho 21, 2003  

O Caldeirão de Bolsa passou este fim de semana a fornecer diariamente um serviço gratuito de cotações da Euronext Lisbon tanto no formato de Tabela como no formato para Metastock, o mais popular software de Análise Técnica.

Cada tabela de cotações inclui os valores de abertura, os máximos e mínimos da sessão, o valor de fecho, o volume transaccionado e a variação face ao fecho anterior.

posted by MarcoAntonio | 6:40 da tarde


terça-feira, julho 15, 2003  

A Análise Técnica é uma disciplina de análise de activos com vista ao apoio às decisões de investimento tendo por base a análise da evolução gráfica dos mesmos activos.

Poderá encontrar no Caldeirão de Bolsa algumas análises técnicas actualizadas a títulos da nossa praça, nomeadamente a EDP, a SONAE SGPS e a PORTUGAL TELECOM, a título de exemplo.

A Análise Técnica tem sofrido diversas evoluções ao longo dos tempos tendo derivado em várias subdisciplinas. Hoje é genericamente reconhecida e são poucos os que ignoram pelo menos os aspectos mais simples da Análise Técnica como os vulgares suportes e resistências, relativamente populares. No entanto, suportes e resistências são apenas «a ponta do iceberg» no que à Análise Técnica diz respeito...

Para os mais curiosos fica ainda o endereço do StockCharts.com, um site que além de disponibilizar gráficos actualizados de diversos índices e activos, disponibiliza ainda diversos artigos introdutórios à Análise Técnica. Este site goza ainda da colaboração de John Murphy, um reconhecido Analista com diversas obras de sucesso sobre a Análise dos Mercados Financeiros publicadas.

posted by MarcoAntonio | 8:27 da tarde


terça-feira, julho 08, 2003  

A alavancagem permite aos traders e investidores mais agressivos potenciar as mais valias através de uma maior exposição ao risco. Em Portugal a alavancagem está acessível através de produtos financeiros como os Futuros, os Warrant's e os CFD's. Estes produtos têm ainda a grande vantagem de permitirem a aposta na tendência descendente, isto é, o investidor apostar na queda de determinado activo e realizar mais valias com a descida do mesmo.

No artigo A Alavanca de Arquimedes - I são apresentas as características e especificidades que distinguem cada um destes produtos financeiros alavancados. Quer a alavancagem quer o posicionamento «curto» («curto» significa estar do lado da venda, ou estar «vendido», apostando na queda do activo por oposição ao posicionamento «longo», o posicionamento convenvional que aposta na subida do activo) podem ser tremendamente úteis mas requerem experiência e conhecimento do mercado e das implicações de cada uma destas abordagens.

Os produtos alavancados são mais arriscados (leia-se, perigosos) e podem levar a perdas mais pesadas e com maior facilidade que outros produtos como as Acções, à falência do investidor. Por outro lado, no que diz respeito ao posicionamento «curto», este tipo de posicionamento pode levar a perdas mais pesadas (superiores ao valor investido na posição) do que as possíveis com um posicionamento «longo» (onde a perda máxima é o valor investido na posição).

Por seu turno, a alavancagem e o posicionamento curto permitem ao trader e investidor mais experiente uma maior dinamização do seu investimento, abordagens mais agressivas (como o daytrading por exemplo) ou lucrar em condições de mercado onde o investidor mais conservador não consegue lucrar.

posted by MarcoAntonio | 6:06 da manhã
links
archives


Mercados Financeiros Portal de Bolsa
Forum de Bolsa
Portal de Bolsa
Links de Bolsa
Inforgalia Computadores
Caldeirao de Bolsa